Namorando colega de quarto

Estavam no quarto do sobrinho de 7 anos dela. O pirralho entrou, parou na frente da cama e ficou olhando por uns 5 minutos. Depois disse “Oi”. 9. Relato de um outro azarado: “Todo mundo viajou, coloquei um sonzinho no quarto e mandei ver. Ela de quatro e eu engatado atrás. A porta se abre e minha irmã vê a cena. Capítulo 2 - '...colega de quarto...' O internato fica a mais ou menos 30 minutos de LA, no carro só ta eu e o Marcos o meu motorista, então pra ver se o tempo passa mais rápido coloco os meus fones e começo a escutar música. A Colega de Quarto Segunda-feira, meio dia. Eu comia uma gororoba feita por mim mesma, enquanto tomava uma lata de cerveja. Um dia cansativo, eu tive, na faculdade. E agora estava lá... Comendo aquilo. Receba notificação quando Um namoro falso com meu colega de quarto - Jeon Jungkook for atualizada Faça sua conta no Spirit e Adicione na Biblioteca, assim você será avisado quando tiver um novo Capítulo. Você também poderá deixar seu Comentário / Favorito estimulando o autor a continuar a História. Colega de Quarto tem elementos presentes em vários grandes sucessos estrangeiros, e se você ainda não deu uma chance a ele ... Venho namorando esse livro a horas,a capa e o título já tem um nível de suspense que me atrai. A cada nova resenha é mostrado uma visão que me deixa mais animada embora os comentários sejam que ele é fraco ... O sonho com um colega de trabalho que você sabe, na verdade, na vida real simboliza um aspecto de si mesmo com base em seus sentimentos mais honestos sobre essa pessoa. Pergunte-se qual é a qualidade, sentimento, ou memória destaca-se a mais sobre essa pessoa e como essa qualidade pode aplicar a sua vida. 12. 'Eu estava na minha república da faculdade tentando terminar com meu namorado. Ele começou a chorar e a dizer que mudaria. Bem, naquele exato momento, minha colega de quarto – que sabia ... Que significa sonhar com namorando colega de trabalho? Significado de namorando colega de trabalho na resultados da pesquisa:. Dicionário dos Sonhos - interpretação de sonhos com namorando colega de trabalho. & significado dos sonhos com namorando colega de trabalho.Cerca de 226 resultados em dicionário de sonhos, onde você pode encontrar o símbolo, você está procurando. Sua colega de quarto, por outro lado, não levou a escalada de COVID-19 com seriedade, combinando uma noite com alguém com quem ela estava namorando casualmente. B.G. sentia raiva, irritação e exposição – sua segurança era posta em risco por alguém com quem ela compartilha o espaço. Sonhar com namorando colega de trabalho (47 significados de sonhar com namorando colega de trabalho) O sonho com um colega de trabalho que você sabe, na verdade, na vida real simboliza um aspecto de si mesmo com base em seus sentimentos mais honestos sobre essa pessoa. Pergunte-se qual é a qualidade, sentimento, ou memória destaca-se a mais ...

Não consigo esquecer uma pessoa e seguir em frente com a minha vida

2020.07.04 08:50 fuq_daniel Não consigo esquecer uma pessoa e seguir em frente com a minha vida

Eu tinha postado isso a um tempo no advice mas fui completamente ignorado, descobri esse em pt-br e espero que aqui seja diferente, desculpem a preguiça mas eu só fiz copiar e colar mesmo texto e joguei no tradutor, então se tiver algum erro espero que consigam entender o contexto, caso tenham alguma dificuldade o texto em inglês e "mais legível" está aqui, obrigado pelo tempo de vocês!

Em 2015 eu entrei no ensino médio, logo no início do ano eu vi uma garota de uma sala de aula que estava antes da minha aula, era como se eu me apaixonasse instantaneamente, nunca tinha sentido isso antes, mas sou muito tímida e insegura comigo mesmo e o tempo passou e passou e foi só depois de quase um semestre inteiro que tive coragem de entrar no quarto dela e ligar para meu colega para dizer que o professor estava chegando, felizmente o grupo de pessoas com quem ele estava falando era o mesmo grupo de amigos que essa garota e, em seguida, ele me apresentou ao grupo, e assim minha amizade com eles cresceu, a um nível em que passei mais tempo no quarto deles do que no meu, e um dia tive coragem de conversar com a garota Eu estava secretamente apaixonado, ela estava sentada na última cadeira com a cabeça sobre a mesa, então perguntei se ela estava bem e ela disse que não e que queria ficar sozinha. Entendi a mensagem e a deixei. com o passar do tempo, tentei conversar com ela e quando estava chegando perto do final do ano já éramos melhores amigas, como eu disse, passei mais tempo na sala de aula dela do que na minha, consequentemente não participei de aulas na escola e repeti o ano enquanto ela passava.

Em 2016 eu estava fazendo meu primeiro ano do ensino médio novamente e ela estava no segundo ano, ela começou a namorar e eu ainda não tinha falado sobre meus sentimentos, mas todo mundo sabia que, no fundo, eu gostava dela, eu era o cara que as pessoas apontaram e disseram que fizemos um ótimo casal, o cara que as pessoas apontaram e disseram "esse cara gosta dela", mas a única coisa que eu sabia fazer era negar esse sentimento, com medo de que, se eu me abrisse para ela, nós acabávamos nos afastando um do outro, e eu gostava tanto dela, que ainda me lembro de um pensamento que tinha naquela época: "Eu gosto muito dela, por poder estar perto dela, de poder vê-la todos os dias na escola, já me sinto a pessoa mais feliz do mundo ", um pouco depois aconteceu algo muito importante, eu estava tocando no celular dela e abri as conversas com o namorado no WhatsApp, eu tinha um amigo no do lado e ela começou a gravar um áudio dizendo que a garota que você gostava era muito gostosa e eu comecei a dizer simi Além disso, esse áudio deve ser cancelado, mas em vez de arrastar o dedo para o lado e parar de gravar, minha amiga tirou o dedo da tela e enviou o áudio. Naquela época, a função de excluir mensagens era apenas um sonho, e o namorado dela ouviu o áudio. Outro dia na escola, a garota que eu gostei estava muito chateada comigo e disse que tinha terminado de namorar, ela disse que acreditava que eles ainda estavam namorando, mas o tempo passou e passou e eles não namoraram novamente, e mesmo assim eu ainda não disse que eu gostava dela. O fim do ano estava chegando e, novamente, passei mais tempo na sala de aula dela do que na minha própria sala de aula, e não passei no ano novamente, e na escola que estava estudando na época, se você não passasse o ano duas vezes você será transferido para o turno da noite.

Em 2017, cursando o primeiro ano do ensino médio no terceiro ano e ela no último ano, mas no turno da manhã, participei de um quarto das aulas e depois pedi para me transferir para outra escola onde estudaria pela manhã e o horário para a minha aula ela terminava antes da aula da minha amiga, então quase todos os dias eu a visitava ao sair da escola, mas por alguns meses eu parei de visitá-la e, quando meu aniversário, na terceira semana de setembro, eu a visitei e felizmente consegui vê-la, ainda me lembro do abraço que ela me deu hoje, foi o melhor abraço da minha vida, fiquei tão emocionado com esse abraço que comecei a chorar e, a partir desse momento, as coisas começaram a mudar, ela me convidou para sair em 27 de novembro de 2017 e, naquele dia, tivemos nosso primeiro beijo, e logo depois ela disse: "Acho que se não tivesse feito, você não teria coragem de fazê-lo", e foda-se, ela estava certa, eu passaria o resto da minha vida escondendo esse sentimento.

Em fevereiro de 2018, começamos a namorar e agora eu tinha certeza de que era a pessoa mais feliz do mundo, finalmente estava namorando a pessoa com quem sempre queria estar, e assim o ano continuou, quando no final do ano a irmã que ela descobre que está grávida e, um pouco mais tarde, acaba perdendo o bebê, e então as coisas começaram a ficar complicadas, toda a atenção estava focada nela, um pouco mais tarde, no início de 2019, seu tio faleceu e, em seguida, os pensamentos e seus comportamentos depressivos começou a se intensificar e acabei na mesma situação, paramos de conversar com a mesma frequência e, no início de agosto, alguns dias antes de completarmos um ano e meio de namoro, encerramos o relacionamento e a partir daí tempo aqui eu tenho tentado esquecê-la, eu tive alguns relacionamentos rápidos durante esse período, mas nada que realmente me pegou, em janeiro deste ano eu conheci uma garota muito legal e em fevereiro começamos a namorar, fizemos bem, mas devido para COVID-19 e a quarentena, paramos de ver cada ot ela e eu entramos em uma depressão leve novamente, voltei a ter ataques de ansiedade e pensei que ela não merecia isso e na semana passada terminamos.

Embora todo esse tempo tenha passado e esteja prestes a completar um ano desde que terminamos, eu nunca consegui tirar essa garota da cabeça completamente, e sempre me pergunto se devo chamá-la para falar, sinto muita falta dela, não me sinto mal por perder uma namorada, me sinto mal por perder minha melhor amiga, preciso de conselhos para seguir em frente, o que devo fazer? Ligar para ela para conversar ou tentar seguir em frente com a minha vida? E se sim, como devo fazer isso? Estou quase desistindo de tudo
submitted by fuq_daniel to desabafos [link] [comments]


2020.06.22 19:31 anthonystark42 SOU BABACA POR NÃO REATAR COM MINHA EX APÓS SABER QUE ELA FOI ESTUPRADA?

Olá lubixco, turma, gatos, editores escravos, terraplanistas (eles precisam de atenção), e etc.
Essa história aconteceu no começo deste ano, porém, vou resumir rapidamente coisas que aconteceram a 4... 5 anos atrás para que vocês possam se localizar.
Contexto: em 2015, eu estava no segundo ano do ensino médio (eu tinha 16 anos), e conheci uma garota (vamos chamar de Carls) eu vi ela pela primeira vez no colégio, (ela era do sexto ano, tinha 14 anos) muito bonita e tal, e após alguns dias ela se mudou para a mesma rua que moro. Íamos e voltava-mos de o ônibus para casa, e no ponto mais próximo de nossa rua, ainda tinha-mos que caminhar cerca de 1Km até em casa, e nesse trajeto a gente foi se conhecendo aos poucos durante o tempo e criando afeto de amigos.
Em 2016, entrei para o terceirão, ela foi para o sétimo ano, e lá estávamos nos, todo dia cedinho indo para aula e voltando pra casa juntos, e eu comecei a gostar dela, obviamente não correspondido, ela ficava com alguns garotos da escola mas eu só ignorava, até porque eramos só amigos na visão dela. Ajudava ela com estudos, era colega do irmão dela, mãe dela vivia dando carona pra escola, meio que já era um cara bem próximo a família. Cortamos para metade de 2016, e ela começou a demonstrar sentimentos, e então pensamos "vamos nos dar uma chance", porém, a mãe dela só aceitaria que ela namorasse ao completar 15 anos, e sem pensar muito minha atitude foi esperar por ela, e dia pós dia, estávamos juntos, abraçados, praticamente assumidos para o público, mas sem mais que isso, pois levaria-mos a sério o pedido da mãe dela. (Sim, sem beijos nem nada)
Cortamos para final de 2016, dezembro, ano letivo já tinha acabado, mês do aniversário dela, e ali então seria não só o aniversário dela, mas também o nosso início. Cerca de dois dias após a festa ela mandou mensagem que iria passar as férias na casa do pai biológico, na cidade ao lado (a mãe dela se mudou por conta da separação). Mas nossa deixa para nós vermos seria o curso dela, ainda aqui na nossa cidade, ela teria que vir toda semana uma vez, e lá ia eu, de ônibus, toda quarta para falar com ela da saída do curso até ela embarcar novamente no ônibus, mas cada vez mais, ela estava fria, distante, nem parecia mais a mesma carls.
E cortamos para fevereiro, eu já não estava mais na escola por ter me formado, mas ainda ia sempre na escola acompanhar ela na saída, e como antes, ela continuava fria. Um dia tentei tirar satisfação via messenger e ela disse que não poderia assumir um relacionamento naquele momento, que não estava preparada, e nunca mais falou comigo.
Entrei pra faculdade, fiquei quase 8 meses sem me interessar em relacionamento por ter ficado completamente destruído, mas quase como um presente, vamos chamar de "Mila" a garota mais incrível do mundo apareceu em minha vida. Eu em SC ela em MG, e embarcamos em um aventura, muitas dificuldades, sofrimentos pela distância, mas chegamos a 2020, treix anos de namoro, com uma pessoa incrível e extremamente cumplice para tudo, planejando nosso noivado e o momento para ficarmos juntos de fato. (Se quiserem cinto nossa história muito louca em outro post)
E aqui começa o julgamento de se fui babaca ou não, em abril, recebi uma mensagem no WhatsApp, da minha "ex quase sogra", desesperada, que precisava conversar comigo, então pedi para falar por ali mesmo se era tão urgente. Depois de enrolar um pouco ela começou a mandar fotos, áudios, e a primeira foto que abir estava escrito "delegacia de polícia da mulher de SC, corpo de delito, Carls de Oliveira e papapa" e nos audios, uma voz trêmula me dizendo que descobriu que Carls tinha sido estuprada pelo pai biológico. Fiquei chocado no momento, mas fui ouvindo e entendendo, a história aconteceu quando Carls tinha 8 anos, e somente agora teve coragem de contar. Inciou processo, denuncia e tudo mais.
No dia seguinte ela mais calma, continuamos conversando e me dei a disposição, que caso ela precisa-se desabafar, poderiamos marcar um momentoe. E fizemos, nós encontramos pós o almoço, e conversamos no carro mesmo, ela me contou tudo de novo, e ao fim da conversa ela solta a frase "a Carls se afastou de você por medo desse acontecimento, medo de homens", "eu sei que você tá namorando, não quero nem que ela fique sabendo dessa conversa, pra não estragarem sem relacionamento", "Carls gostaria de poder contar com você de novo".
No mesmo instante me coloquei a predisposição, caso Carls precisa-se de um ombro amigo, poderia contar comigo. Finalizamos nossa conversa e minha primeira reação foi contar tudo pra Mila, o que ela achava disso, e ela concordou que eu desse um ombro amigo a Carls.
Algum dias depois, Carls começou a mandar mensagens pelo Messenger, e conversamos por algum tempo, todo dia tirava algum tempo para falar com ela, dar atenção. Até que ela começou com indiretas "ainda tenho nosso ursinho de pelúcia", "que saudades daquele dia", e ficou nisso algum tempo, chegava a ser incomodo. Então, chegou o dia que ela disse "você realmente gosta dela?" Se referindo a Mila, e eu confirmei, e veio o escândalo, "como você ama alguém assim tão fácil, se um dia disse que me amou?", "Quem ama espera". Mesmo nessa situação, eu fui calmo com ela, por tudo o que ela passou, e disse que seria seu amigo, poderia apoiar ela, mas que em forma de relacionamento, não teríamos nada.
E tomei um block, em sequência minha "ex quase sogra" me manda áudio que Carls estava no quarto chorando com a porta trancada e expliquei a situação, e recebi um "isso fará ela sofrer, ela quer te amar, não só um amigo, se for pra isso, e melhor se afastar" e mais um block.
Sou o babaca dessa história?
submitted by anthonystark42 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.12 10:11 LinnenYuniPqSim Sou babaca por me apaixonar pela minha melhor amiga ?

Acho que é difícil o Luba ler isso aqui mas ok , me jogo na lava pra me queimar mesmo. Olá Luba , editores , gatas , possível convidado(a) e pessoas da turma que estão lendo.
Bom , eu mudei de escola no terceiro ano do fundamental 1 , atualmente estou no oitavo ano e a minha amiga Esmeralda(vou chamar ela assim pq eu amo esmeraldas , HAH) também está no oitavo e enfim. No quarto ano eu conheci ela e eu realmente fiquei curiosa por ela sabe. Tinhamos os mesmos gostos , tinhamos raiva das mesmas pessoas e ambas nós duas tinhamos ciúmes uma da outra , era meu segundo ano naquela escola e eu ainda era meio tímida , e a minha amiga q tinha entrado na escola junto comigo estava em outro período ou seja , eu estava sozinha , ela desenhava junto comigo também. Enfim , eu e a esmeralda éramos boas amigas , claro , briguinhas bobas de criança como:"VAI LÁ COM A SUA OUTRA AMIGA VAI" Mas tava na cara que a gente ficava de boas depois , o que eu achava muito estranho pq tipo , ela não era de desculpar as pessoas mas comigo ela tava sempre me perdoando. Tá , seguimos do quarto ano até o sexto juntas , eu lembro que toda semana morria pelo menos 2 parentes dela , e era tantas as vezes que ela vinha me falar que as crianças percebiam e ficavam zoando com a cara dela , eu tinha um pouco de medo porque diziam sempre: "Ó Linnen , a Esmeralda tá apaixonada por vc , vive inventando coisa pra chamar sua atenção." Eu comecei a acreditar nas pessoas , até comentava com a minha mãe , e quando eu falei com ela de que a menina poderia estar só querendo minha atenção minha mãe concordou. Nisso eu me afastei dela , eu estava com outra amiga , eu tinha medo dela naquela época , e aí ela focou a vida no amigo dela e mesmo assim ainda tinhamos ciúmes uma da outra. No sexto ano eu perdi todo mundo , eu só tinha ela por perto , eu não conhecia ninguém daquela nova sala , então é , eu voltei a ficar por perto dela. Mas naquele tempo eu estava olhando ela de outra forma , eu notei que precisava dela por perto ou então eu iria morrer sozinha Eu me arrependi de tudo , de todas as vezes que falei mal dela , de todas as vezes que ignorei os momentos que eu podia ter ajudado ela e não ajudei. Eu perdi o foco nos estudos , eu dediquei todo o meu tempo para ela , a todo momento eu estava com ela. Saíram boatos que nós estavamos namorando , era 2018 e ainda tinha aquela polêmica se tivesse casal gay ou lésbico eu negava sempre , mas ela não ligava pra nada e eu nunca notei. Perto de maio , ela começou a namorar aquele amigo dela , mas não deu certo Um dia a irmã dela descobriu que o pai delas não era fiel ao casamento e aí vem o divórcio , junto com isso aquele idiota do namorado dela ficou tirando sarro da cara dela e eles terminaram. Como eu disse , o povo tinha medo dela e ela não tinha boa fama , mas eu dediquei meu tempo todo pra ela lembram ? O ano estava acabando , e ela estava indo pra de manhã no sétimo. Eu conversei com meus pais mas não deu certo Por fim , chegou a porcaria de 2019 , eu de tarde ela de manhã com a nossa outra colega(mais ou menos , a Esmeralda e essa colega tinham brigado no final do ano por causa dos jogos da escola) Enfim , ela saiu da escola e também não respondia minhas mensagens , nem por e-mail , nem instagram , nem amino nem mesmo Whatsapp. Eu estava muito preocupada , eu ia ora escola sozinha pensando nela. Normalmente eu estava neutra a todo momento , não tinha muitas pessoas , eu tinha conhecido umas meninas legais mas não era o mesmo que estar com a Esmeralda entende ? E aí , de repente eu recebo a mensagem dela no amino uns 3 ou 4 meses depois das aulas terem começado Ela estava com um relacionamento virtual , eu tava de boas naquela época eu nunca pensei na possibilidade de eu estar apaixonada por ela. Passou o tempo e aí okei né , eu descobri que sou bissexual , falei isso pra ela e ela disse que também é. Nesse tempo ficávamos ligando uma pra outra todo dia que eu chegava da escola e bem um dia eu pensava nela , outro dia eu ficava louca pra voltar pra casa e ver aquele sorriso e aqueles belos cabelos cacheados escuros e tals E do nada , eu me apaixonei por ela. Junto a isso ela apareceu dizendo que já tinha se apaixonado por mim uma vez mas que tinha muita vergonha de me dizer aí eu me apaixonei por completo e sei lá , um dia ela brotou com um tal de um menino que usava o perfil de Killua. E eles estavam namorando , okei , eu superei o namoro deles. E pra variar não durou nada , eles terminaram em menos de dois meses....E eu decidi dizer o que eu sentia , mas né: "Ah , desculpa , eu te amo sim , mas como melhor amiga , nada mais doque isso" Eu não fiquei louca , eu não briguei com ela , eu só aceitei e disse pra ela que eu entendia , e que eu não posso obrigar ninguém a me amar. Mesmo depois de tudo isso , eu ainda estou amando ela , tendo pensamentos dela por perto , imaginando como vai ser quando nos encontrarmos novamente. Eu sou babaca de mesmo sabendo que ela não me ama continuar apaixonada pela minha melhor amiga ?
View Poll
submitted by LinnenYuniPqSim to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 02:41 Lily-amo-luba Pode me julgar ?

Olá Luba, turma, editores, gatas e possível convidado. Se você quiser pode julgar se eu fui a babaca dessa história? Então vamos lá( eu não sei o título para isso então ...) A HISTÓRIA SEM TÍTULO Bom, eu tava no quinto ( ou quarto ) ano e não sabia direito o que era se apaixonar ( eu já tinha namorado antes mas era fogo no rabo ) então um "colega" decidiu se declarar para mim NO DIA DO MEU ANIVERSÁRIO e eu fiquei tipo uau, e como não sentia nada por ele... começamos a namorar, e eu não tinha contado para minha mãe, então ficamos namorando escondido, depois de alguns dias namorando ele eu fui para casa de uma amiga e pensei: eu vou contar para ela, ela não vai contar para ninguém, fui na casa dela, e depois de um tempo fomos para varanda, contei tudo desde o início até o fim, E adivinha !!! A mãe dessa amiga estava ouvindo TUDO, e ela contou para minha mãe, ela brigou comigo e falou para eu terminar e eu terminei... Sou babaca por não ter contado para minha mãe antes de ter contado para minha amiga ??? Obrigado por ler até aqui <31
submitted by Lily-amo-luba to TurmaFeira [link] [comments]


2018.08.13 02:19 -belledejour- O que fazer para finalmente me sentir viva?

Antes de tudo, esse é meu primeiro post no Reddit e mal sei mexer no site, então peço desculpas por eventuais erros (ou pela encheção de saco). Acho que só criei essa conta porque vejo aqui muitos desabafos e muitas pessoas dispostas a ajudar quem precisa. Bem, desde que me entendo por gente, me sinto muito só. Sempre fui uma menina muito calada e retraída, tinha muito medo de tudo. Conforme o tempo foi passando, percebi que minhas colegas de turma (as únicas que eu tinha contato, não conhecia mais ninguém fora da escola que fosse da minha idade) começaram a se interessar pelos meninos e eles correspondiam, e era algo muito natural pra elas. Elas foram crescendo, começaram a sair, a beijar, namorar, ir em festas. E eu continuava a mesma menina calada e retraída que tinha medo de tudo. Eu tentava dizer a mim mesma "besteira, no Ensino Médio isso muda". Meu Ensino Médio foi a pior época da minha vida. Foi onde descobri que tinha depressão e ansiedade. Pelo menos 90% da minha turma eram pessoas egoístas, arrogantes, antipáticas e mal educadas, e estudavam juntos desde criança. A verdade é que saí de uma escola pequena onde estudei toda a minha vida pra estudar num colégio considerado grande e tradicional, e pela primeira vez na minha vida, me vi sozinha no meio desse tipo de gente. Tinha dias que eu só abria a boca para dar bom dia aos professores, porque ninguém falava comigo. Muitos desses dias eu registrava num diário que tenho até hoje. Enfim. Eu via que o tempo ia passando e eu não fazia amigos, nenhum garoto se interessava por mim, ninguém ao menos percebia que eu estava ali. Pensei que duraria só o primeiro ano, e depois só o segundo, e quando chegou o terceiro, achei que na faculdade tudo ia melhorar. A faculdade não chegou. Estou fazendo o possível pra que chegue, estudando pra passar numa faculdade federal ou em uma particular boa, mesmo que não seja o que eu realmente quero (eu tenho outro sonho, mas sinto que esse papo de "sonhos são possíveis" não cabe pra mim). Já é a terceira vez que tento passar no vestibular e não espero nada desse ano, sinceramente. Me sinto inútil e fraca demais pra conseguir qualquer coisa. Atualmente, eu não tenho um só amigo. Nunca me senti importante, desejada ou querida. Há dois anos, desde que saí da escola, não saio de casa (pra não exagerar, saio para fazer exames rotineiros, resolver coisas sobre documentos, comemorar o aniversário de alguém da família, essas coisas). Todos os dias eu faço as mesmas coisas, como um robô, num total marasmo. Mal tenho vontade de estudar. Não posso sair sozinha, meus pais nunca deixaram. Minha mãe diz que é perigoso e que eu só vou sair da casa dela depois de casada. A última vez que conversei com alguém pelo WhatsApp foi há umas duas semanas e acho que isso mostra bem o tanto de amigos que eu tenho. Nunca beijei ou tive qualquer contato físico com um garoto. Ninguém se demonstrou interessado por mim até hoje. Também nunca saí sozinha e nunca fui convidada para ir em festas (só quando eu era criança mesmo). Gastei toda a minha infância trancada em casa, no computador ou na TV. Perdi toda a minha adolescência presa no quarto chorando pelas coisas que faziam comigo no colégio. E sei que estou perdendo minha juventude também. Mês que vem, faço 19 anos. O que farei no meu aniversário? Vou ao shopping com meus pais, como todo ano. Só de pensar que as meninas da minha idade estão viajando sozinhas, fazendo farra com os amigos, entrando na faculdade, namorando, me dá uma vontade tão grande de morrer. Ou sair correndo. Já pensei em suicídio várias vezes. A primeira vez, que eu me lembre, eu tinha uns 9 anos. No Ensino Médio, eu pensava todos os dias. Mas morrer agora não vale mais a pena. Meus pais sabem que eu me sinto triste (só não sabem que eu tenho depressão, e Deus me livre se descobrirem). Eles fazem o possível pra me verem feliz mas são evangélicos muito conservadores e a solução de todos os meus problemas se baseia em passear com eles e voltar para a igreja (coisa que não quero por enquanto). Já pedi à minha mãe que marcasse pra mim uma consulta com um psicólogo, e ela disse que o melhor psicólogo é Deus. Um dia desses, pra verem a que ponto cheguei, chorei depois de assistir ao filme "Rio, Verão e Amor" de 1966 (outro motivo pra eu não ter amigos, gosto muito de coisas que ninguém gosta). Alguns atores/personagens tem a minha idade e isso foi o estopim pra me fazer perceber que minha vida é uma total monotonia e poderia ser muito melhor. Mas eu me sinto perdida, de mãos atadas. Eu não sei o que fazer pra conseguir tomar as rédeas da minha vida e finalmente, me sentir viva. Eu preciso urgentemente viver. Enfim, esse texto não teve nexo algum porque eu fui escrevendo o que vinha à cabeça. Já me sinto uma idiota por ter escrito tudo isso e ter me exposto. Mas me sinto mais leve, então acho que valeu.
submitted by -belledejour- to desabafos [link] [comments]


2017.03.30 17:01 cavalo-marinho [Desabafo] Minha sogra apanhou do namorado

Observação: Eu estou há 500km de distância e nem sequer falo diretamente com a minha sogra, então a versão que eu tenho é do que a minha namorada conta pra mim.
A mãe da minha namorada estava namorando um agente penitenciário. Já faz mais de um ano que ela vive brigando com o cara e depois reatando. Eu nunca entendi porque ela continuava voltando com ele, pois sempre me descreveram ele como bem abusivo. Sem contar que toda vez que tinham qualquer briguinha o cara pegava de volta tudo que deu de presente pra ela e até mais (ex: ela comprou uma televisão e parcelou em não sei quantas vezes. O cara pagou uma das parcelas pra ela. Quando brigaram ele levou a TV embora). Depois ele volta, compra uma TV nova pra ela. Brigam, ele leva embora. E assim seguia.
Recentemente descobri que na verdade a minha sogra não estava reatando o namoro, mas na verdade o cara que fingia que nunca tinham terminado. Invadia a casa dela e se sentava no sofá pra assistir TV como se nada tivesse acontecido. Uns dias atrás minha sogra tentou se esconder na casa de uma irmã dela que estava viajando. Alguém contou pra ele, ele chamou um chaveiro (pelo que entendi esse chaveiro trabalha pra delegacia) e invadiu a casa da irmã também, levando minha sogra a força de volta pra casa.
Várias vezes minha sogra tentou denunciar o cara, mas o delegado só dizia: "ele nunca bateu em você então não podemos fazer nada". O delegado, o juiz e a maioria dos policiais são muito amigos dele e frequentemente jogam futebol juntos.
Na semana passada, a filha do cara disse que queria largar a faculdade. O cara ficou bravo, bebeu até quase não se aguentar mais em pé. Depois invadiu novamente a casa da minha sogra, derrubou a porta do quarto que também estava trancado e bateu na cara da minha sogra com uma lata de cerveja. Ela caiu de barriga no chão, então ele começou a dar socos nas costas dela. Minha sogra conseguiu derrubar um computador, assustando ele. Depois disso ela conseguiu correr pra sala e ligar para a polícia e o cara fugiu correndo.
Minha sogra teve a sorte de que estavam na cidade uma delegada e uma juíza de uma cidade vizinha. Pela primeira vez ela foi ouvida na delegacia. O ex-marido dela, delegado lá do outro lado do país também conseguiu ajudar para agilizar as coisas e ela conseguiu uma ordem de restrição. O cara agora estava proibido de chegar perto dela e de ligar para ela.
No dia seguinte o cara manda uma mensagem pra ela: "Tá vendo o que você fez? Vou ser preso agora! HAHAHAHA" Um vizinho dela virou a câmera que tem na frente de casa para filmar a entrada da casa da minha sogra e flagrou várias vezes o cara observando a casa. Minha sogra se escondeu na casa de uma ex colega de trabalho na maior parte do tempo, mas enquanto estava em casa ainda chegou a ver o cara tentando invadir pelos fundos. Ela fingiu que estava falando com a polícia e ele fugiu de novo.
Ele tentou ligar para ela e continuou mandando mensagens do tipo: "Porque você tá dizendo pras pessoas que eu bati em ti? Eu tava bêbado, não lembro de nada."
Hoje a juíza marcou uma "reunião de reconciliação" para daqui a 2 meses, alegando falta de provas (a única marca que ficou no corpo foi um corte na cara). Já convidei minha sogra para vir morar comigo várias vezes, mas ela não gosta de cidades grandes e também não quer ir para longe da família e do lugar onde cresceu, nem deixar a casa que lutou pra conseguir pro cara fazer o que quiser.
Eu não consigo imaginar outra saída para ela a não ser pedir ajuda para os árabes que "mandam" na cidade. Minha sogra já trabalhou para um e ele tem muito afeto por ela, mas se o ex-chefe dela descobrir o que aconteceu, é muito provável que ninguém nunca mais tenha notícias desse cara.
submitted by cavalo-marinho to brasil [link] [comments]


ASMR Yeonjun - Colega de quarto - 10/? - YouTube MEU COLEGA DE QUARTO 1/2 - YouTube COLEGA DE QUARTO FILME DE SUSPENSE 2020 COMPLETO DUBLADO ... COLEGA DE QUARTO FILME DE SUSPENSE 2020 COMPLETO DUBLADO ... Colega de Quarto FILME DE SUSPENSE 2020 COMPLETO DUBLADO ...

Capítulo 2 - Plataforma para autopublicação de Livros

  1. ASMR Yeonjun - Colega de quarto - 10/? - YouTube
  2. MEU COLEGA DE QUARTO 1/2 - YouTube
  3. COLEGA DE QUARTO FILME DE SUSPENSE 2020 COMPLETO DUBLADO ...
  4. COLEGA DE QUARTO FILME DE SUSPENSE 2020 COMPLETO DUBLADO ...
  5. Colega de Quarto FILME DE SUSPENSE 2020 COMPLETO DUBLADO ...
  6. Aviso sobre A serie 'Colega de quarto apaixonados' - YouTube
  7. amanhã vídeo novo MEU COLEGA DE QUARTO - YouTube

New Chinese Trailer Action Movies How to Make An Eiffel Tower with Bamboo Sticks Colega de Quarto FILME DE SUSPENSE 2020 COMPLETO DUBLADO MELHOR FILME DE GUE... Nesse video eu falo oque aconteceu com a serie Colega de quarto apaixonados so isso Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. amanhã ASMR Yeonjun - Colega de quarto - 10/? Usem fones para melhor experiência🎧 🍒Instagram do canal🍒 https://instagram.com/sah_unnie?igshid=1 7znqjs3efe2j Wattpa... Sinopse:Depois da morte de sua esposa, o pai manda a filha para a universidade. Lá, ela não demora para cair nos encantos da sua companheira de quarto. Logo ... New Chinese Trailer Action Movies How to Make An Eiffel Tower with Bamboo Sticks Colega de Quarto FILME DE SUSPENSE 2020 COMPLETO DUBLADO O melhor filme que ...